Conta de Luz
Weliton Prado foi o único a defender os consumidores na reunião da Aneel contra aumento abusivo
Em questão de ordem, deputado denunciou que resultado da revisão tarifária da Cemig foi divulgado pela Aneel antes mesmo dos diretores iniciarem a votação.
Foto: Mandato - Tiago Souza
22/05/2018 21h52

Segundo Weliton Prado, da Comissão de Defesa do Consumidor, o processo da 4ª  revisão tarifária da Cemig foi marcado até o fim por indícios graves de irregularidades, contradições e vícios.  

Após muita pressão, o índice inicialmente proposto pela agência para os consumidores de baixa tensão foi alterado e reduzido. O reajuste para as residências será de 18,53% e a nova tarifa começa a vigorar a partir de 28/05. 

Weliton Prado afirma que alteração foi pequena, que o índice ainda é muito alto e muitos pontos do processo ainda merecem investigação da Comissão de Defesa do Consumidor (CDC) com o Tribunal de Contas da União (TCU). 

Após os questionamentos, o diretor da Aneel e relator do processo, Tiago Correa, afirmou que instaurou processo para investigar os indicadores de qualidade dos serviços DEC e FEC.  

A requerimento do dep. Weliton Prado, TCU vai investigar bandeiras tarifárias em Minas e o aumento da conta de luz

O TCU confirmou, por meio do Aviso 521, que instaurou o Processo TC 012.861/2018-9, com tramitação urgente e preferencial, a requerimento do deputado Weliton Prado (SIT 37/2018), para investigar o valor pago pelos consumidores em Minas nas bandeiras tarifárias e a revisão tarifária.

Comentários

Carregando notícias...
Deputado WELITON PRADO - Todos os direitos reservados © 2016