CDC aprova projeto que acaba com "Black Fraude"
Weliton Prado quer o fim da farra de promoções falsas e preços "maquiados"
06/07/2016 17h07

De acordo com o membro da Comissão de Defesa do Consumidor (CDC), eventos que prometem grandes descontos, como o Black Friday Brasil, realizados principalmente no comércio eletrônico, ganharam até um apelido: "Black Fraude". Isso porque o preço que é anunciado como grande desconto se tornou uma armadilha para o consumidor brasileiro. Com o objetivo de criar mecanismos para combater esse abuso, a Comissão de Defesa do Consumidor aprovou nesta quarta-feira, 06.07, o Projeto de lei nº 2849/2015, com votos em separado, inclusive do deputado Weliton Prado. O parlamentar defendeu alteração na proposta para que a oferta promocional de produtos e serviços venha obrigatoriamente com o histórico de preços praticado pelo estabelecimento comercial nos 90 dias anteriores a promoção. “Medidas assim vão impedir campanhas enganosas, maquiagem de preços e as falsas promoções em que se anuncia o valor usual ou até mais alto como oferta. Os próprios internautas denunciam essa prática. Não há custos para o comércio e garante o direito à informação, a boa-fé da empresa e a transparência na negociação", afirmou Weliton Prado. O deputado explica que dias antes dos eventos de promoções, muitas empresas aumentam os preços dos produtos para simular grandes descontos. O projeto será analisado agora pela Comissão de Justiça e de Cidadania.

Comentários

Carregando notícias...
Deputado WELITON PRADO - Todos os direitos reservados © 2016