Weliton Prado cumpre mandato de deputado federal na Câmara dos Deputados. Nas últimas eleições, foi eleito deputado federal com 186.098 votos.


Tem compromisso com a população registrado em cartório desde quando saiu candidato a primeira vez. Não vota a favor de nenhum projeto que retire ou prejudique os direitos dos trabalhadores, servidores e aposentados ou que aumentem e criem impostos para população mais pobre.


É o único deputado todos os anos a fazer a defesa dos consumidores nas reuniões da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) contra os pedidos de aumentos nas tarifas na conta de luz. O Tribunal de Contas da União (TCU), inclusive, abriu processo a requerimento do deputado, sobre as bandeiras tarifárias e a Quarta Revisão Tarifária da Cemig, por indícios de irregularidades. A luta não é fácil, mas resultou na redução dos índices inicialmente apresentados pela Aneel ou mesmo pedidos pela Cemig. Sem essa luta, a conta de luz hoje seria o dobro do valor. Por isso, o parlamentar, ao lado do deputado Elismar Prado, segue vigilante, denunciando e cobrando investigação como a que foi aberta agora pelo TCU.


Sobre a abusiva tarifa de água e esgoto, tem ações no Ministério Público que questionam a legalidade dos aumentos tarifários, já que a lei federal proíbe aumentos sem a participação da população e sem a elaboração do plano de saneamento básico, como vem acontecendo.


Na Comissão de Defesa do Consumidor, é um dos autores da audiência pública que questiona também a alta do gás de cozinha no Brasil. São aumentos abusivos e os consumidores mais pobres sempre são os mais prejudicados por essa política de preços absurda. Além de pagar o gás mais caro na sua própria casa, as famílias também são prejudicadas porque o setor de serviços e o comércio repassam os custos desses aumentos ao consumidor final no preço dos produtos e serviços.


Sobre os combustíveis, tem questionado a política de alta dos preços e dos impostos, especialmente o estadual, ICMS, desde o primeiro ano do mandato. Cobrou do governo ações que promovam a redução do ICMS, que é imposto estadual, a redução dos impostos federais e dos preços, inclusive com pedidos de investigações ao Ministério Público e ao CADE. O deputado afirma ser um absurdo que, no Paraguai, o combustível que sai do Brasil seja vendido a R$ 2,65, enquanto aqui no Brasil, vivemos essa extorsão.


Weliton Prado é contra a política do governo, tanto estadual (de Minas Gerais), quanto federal, que continua sendo a de arrecadação “mais fácil” e dolorosa para a população mais pobre. Mas, segundo ele, o governo federal poderia alterar essa situação e cobrar a dívida dos grandes sonegadores de impostos e da previdência, que permanecem “protegidos” pelo governo, assim como realizar a auditoria da dívida pública - que consome metade de tudo que o Brasil arrecada - , além de taxar os lucros dos bancos que concentram os maiores ganhos em momento de crise no país.


É urgente também, de acordo com o parlamentar, a reforma tributária e a redução dos impostos, especialmente do ICMS nos estados. Minas Gerais, por exemplo, figura entre as alíquotas mais altas de serviços e produtos considerados essenciais com recente aumento, por exemplo, sobre o ICMS da gasolina. Mas, de forma contraditória, mantém regimes especiais de tributação para setores específicos sem qualquer transparência e comprovação dos reais benefícios para a sociedade. Portanto, os governos querem arrecadar as custas do sofrimento do povo e abrem mão da arrecadação de impostos que deveriam ser pagos por grupos econômicos privilegiados que não se sabe nem quem são. O deputado já, inclusive, acionou o Ministério Público Estadual para uma investigação dos regimes especiais de tributação de grupos econômicos que não tem vantagens para a sociedade e para a nossa economia.


Segundo Weliton Prado, o sentimento da população de indignação é justo e de direito. “Há uma grave crise política no país e tenho defendido há mais de dois anos que é urgente a realização de uma Constituinte Exclusiva para a Reforma Política e que quem fizer parte dela não possa ser candidato na eleição subsequente.


Weliton Prado foi vereador, eleito duas vezes deputado estadual mais votado da história de Uberlândia e do Triângulo e o 3º mais votado de Minas Gerais. Na primeira eleição para deputado federal, fez o quociente eleitoral sozinho, sendo eleito com mais de 234 mil votos, integrando a lista dos 15 deputados do Brasil que se elegeram sem os votos da coligação. Em 2014, foi reeleito com a 6ª maior votação de Minas Gerais.


Foi considerado um dos 20 deputados federais mais atuantes do país no Congresso Nacional, conforme publicação da Revista Exame. E o único deputado de Minas Gerais a aparecer na lista dos 100 mais bem avaliados. O ranking, como define o próprio site, é uma espécie de termômetro para apontar os bons políticos, mostrando a competência dos congressistas de defender uma agenda política independente do conteúdo ideológico dela.


Apontado como o deputado de Minas mais atuante na Câmara, segundo o site Atlas Político. Além de forte atuação no Congresso, Prado está presente em todas as discussões no plenário , sendo um dos poucos deputados que registraram presença em todas as votações realizadas em 2015 e é um dos poucos de Minas Gerais que tem 100% de presença em Plenário.



Coragem e luta!




Foi em um ambiente de gente honesta, simples e trabalhadora que Weliton Prado nasceu e cresceu. Weliton Fernandes Prado nasceu em Uberlândia, em 24 de agosto de 1975. É o quinto dos sete filhos de seu Orlandino Peixoto, marceneiro, e de dona Júlia do Prado, uma costureira que também cuidava da casa. Além do vereador Ismar Prado e do deputado estadual Elismar Prado, completam o grupo de irmãos: Liza Prado, Gilmar, Solimar e Lucimar.


Criado nos bairros Operário, Santa Mônica e São Jorge, Weliton Prado conheceu e conviveu de perto com as dificuldades geradas por uma sociedade desigual.


Foi nessa época, ainda criança, que Weliton Prado descobriu o valor da persistência e da coragem. Se quisesse ser alguém na vida teria que trabalhar muito e estudar. Aos sete anos, Weliton Prado entrou para a escola, mesmo sem estar matriculado. Com um pedaço de lápis e um papel de embrulhar pão, ele começou a escrever sua história e a modificar seu futuro.




Weliton Prado não podia estudar apenas. Precisava trabalhar e ganhar dinheiro para ajudar a família em casa. Junto com o irmão Elismar Prado formou uma dupla de engraxates e conquistou a cidade. Enquanto um engraxava, o outro tocava um sambinha - atraindo e divertindo os clientes.


Foi assim que o menino que tinha o sonho de mudar as coisas se transformou em um homem público que mantém aceso o mesmo objetivo: fazer um Brasil melhor! Já são quase 30 anos de militância.


Tio Toninho conta um pouco sobre a história da família Prado e destaca a infância marcada pelas dificuldades financeiras dos deputados Prado e seus irmãos. 




A história da família Prado é como a história de muitos brasileiros. Uma história de trabalho, luta, superação de dificuldades e vontade de vencer. Weliton Prado não vai parar de se dedicar com afinco, seriedade e compromisso até que tenha conseguido transformar a vida de todas as pessoas de Minas Gerais, até que tenha conseguido melhorar a vida de cada brasileiro. Ele vai continuar lutando, sempre, por uma sociedade mais justa e por um país com mais qualidade de vida. Um Brasil melhor para a gente viver. 



Carregando notícias...
Deputado WELITON PRADO - Todos os direitos reservados © 2016